top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[DICAS] 9 mitos e verdades sobre o que causa câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 18/04/2016 - Data de atualização: 19/04/2016


Estudos indicam que desodorantes, equipamentos de depilação a laser e tintura de cabelo podem ser usados sem risco para uso pessoal

1. Desodorante


Não há aumento de risco de câncer de mama entre mulheres que usam desodorante antitranspirante, sinaliza um estudo feito com 813 pessoas com a doença e 793 sem histórico. Publicado no "Journal of the National Cancer Institute” em 2002, mostrou ainda que o risco também não crescia entre as que usavam lâmina antes de aplicar o desodorante.

2. Depilação a Laser

A radiação dos raios-X, quando passam pelo corpo, podem danificar o DNA das células e provocar câncer. Não é, no entanto, a mesma radiação usada pelos equipamentos de depilação – seja os de laser, seja os de luz pulsada. A energia usada não afeta nem a pele nem causa risco de infertilidade.

3. Laser em Pintas


Pessoas que têm muitas pintas podem fazer depilação a laser ou com luz pulsada sem
medo de câncer. Segundo a dermatologista Caroline Assed Saad, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o que pode ocorrer é a mudança na coloração das pintas. O ideal, explica ela, é não aplicar sobre elas. E "sempre fazer [o procedimento] com médico especialista”, destaca.

4. Autobronzeadores x Câmaras de Bronzeamento

Os autobronzeadores e o bronzeamento a jato – feito com DHA (dihidroxiacetona) – não provocam mal para a pele, informa a dermatologista. "O que é totalmente condenado são as câmaras de bronzeamento, que emitem luzes artificiais. Essas sim podem provocar câncer de pele.”

5. Sexo sem Preservativo

Alguns casos de câncer de colo de útero e de pênis estão relacionados ao HPV (Papiloma Vírus Humano), que pode ser transmitido por via sexual. Os de boca também: um estudo publicado pelo A.C.Camargo Cancer Center na revista científica "International Journal of Cancer” aponta que 32% dos tumores de boca em jovens têm associação com o vírus. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a vacinação contra HPV é a medida de saúde pública mais custo-efetiva contra o câncer do colo do útero. No Brasil, a meta é vacinar todas as meninas de 9 a 13 anos.

6. Estresse e Depressão

Meta-análise (combinação de estudos médicos) publicada pelo Cancer Research UK (organização que financia cientistas, médicos e enfermeiros em pesquisas sobre o câncer) não mostrou relação entre estresse e câncer de intestino, pulmão, mama ou próstata. Revelam que estresse intenso e de longa duração pode causar problemas digestivos, de fertilidade, urinários e de imunidade, além de ajudar a causar dor de cabeça, depressão, insônia e ansiedade.

7. Tintura de Cabelo


A Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer, ligada à Organização Mundial de Saúde, baseada em estudos que buscavam relação entre câncer e coloração de cabelos, concluiu que o uso desses produtos não é cancerígeno para humanos. "Uso Pessoal de Tintura e Risco de Câncer: uma meta-análise”, publicado no "Journal of the American Medical Association” em 2005, feito com base em 14 estudos, reporta que não há aumento no risco de câncer de mama entre usuários e não usuários de coloração.

8. Enxaguante Bucal


Não há evidência da relação entre câncer e enxaguatórios bucais com álcool, de acordo com o NHS (sistema de saúde da Inglaterra). O risco poderia existir entre pessoas que usam o produto com frequência e por períodos prolongados. Estudos indicam que a má higiene bucal pode estar relacionada à doença. Especialistas indicam escovação após as refeições e uso de fio dental diariamente.

9. Obesidade

Estar acima do peso pode aumentar o risco de desenvolver alguns tipos de câncer, como os de esôfago, pâncreas, mama, rins, vesícula e tireoide. Um estudo americano elaborado em 2007 mostrou que 34 mil novos casos de câncer em homens e 50,5 mil em mulheres estavam relacionados à obesidade. Os motivos vão desde o aumento de insulina no sangue aos hormônios produzidos pela gordura.

Por QSocial



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive