Tipos de Câncer

Câncer de Mama

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Diagnosticando o Câncer de Mama durante a Gravidez

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/06/2017 - Data de atualização: 20/06/2017


O câncer de mama durante a gravidez é raro, mas se você encontrar um nódulo ou notar qualquer alteração em suas mamas informe seu médico imediatamente. Existem vários exames que a mulher grávida pode fazer se existir suspeita de câncer de mama.

Quando o câncer de mama é diagnosticado em uma mulher grávida é denominado câncer de mama gestacional ou câncer de mama associado à gravidez

O câncer de mama é diagnosticado em 1 em cada 3000 mulheres grávidas. Mas o câncer de mama é o tipo mais comum de câncer diagnosticado durante a gravidez, durante a amamentação ou no primeiro ano após o parto.

Os cânceres de mama podem ser mais difíceis de serem diagnosticados quando a mulher está grávida.

As alterações hormonais durante a gravidez fazem com que as mamas se tornem maiores, granuladas e/ou sensíveis. Isso pode tornar mais difícil que a própria paciente ou seu médico notem um nódulo causado pelo câncer até que esteja grande o suficiente para ser percebido.

Outra razão pela qual pode ser difícil diagnosticar o câncer de mama em estágio inicial na gravidez é o fato que muitas mulheres deixam para fazer o rastreamento do câncer de mama com mamografias para depois do parto. E como a gravidez e a amamentação podem tornar o tecido mamário mais denso, pode ser mais difícil visualizar o câncer precocemente na mamografia.

Em função disso, quando uma mulher grávida desenvolve câncer de mama, muitas vezes é diagnosticada em uma fase mais avançada do que seria se ela não estivesse grávida. Também é provável que a doença possa já ter se disseminado para os gânglios linfáticos.

Segurança das Mamografias durante a Gravidez

A mamografia pode diagnosticar a maioria dos cânceres de mama em uma mulher grávida, e acredita-se que seja seguro fazer uma mamografia durante a gravidez. A quantidade de radiação necessária para a realização da mamografia é pequena e focada nas mamas, de modo que a maioria não alcança outras partes do corpo. Para uma proteção extra, é colocado um avental de chumbo sobre a parte inferior do abdome para evitar que a radiação atinja o útero. Entretanto, os pesquisadores não têm certeza sobre os reais efeitos dessa dose mesma pequena de radiação em um bebê ainda não nascido.

Mesmo durante a gravidez, a detecção precoce é uma parte importante da saúde da mama. Converse com seu médico sobre o melhor momento para realizar sua mamografia, ele é que definirá se o exame pode trazer mais benefícios que riscos, e é ele que decidirá o que é melhor para seu caso e a segurança do bebê.

Biopsia Mamária durante a Gravidez

O resultado do exame de imagem anormal pode causar preocupação, mas a única maneira de diagnosticar se uma alteração é câncer é fazendo uma biópsia. As biópsias mamárias são frequentemente realizadas com agulha, com anestesia local. Isso provoca pouco risco para o feto.

Se uma biópsia com agulha não dá um diagnóstico, a biópsia cirúrgica é o próximo passo. Isso significa retirar uma amostra maior de tecido da mama. As biópsias cirúrgicas são frequentemente realizadas sob anestesia geral, o que pode trazer um pequeno risco para o feto.

Exames para Estadiar o Câncer de Mama

Se o câncer de mama for diagnosticado, a paciente precisará fazer outros exames para verificar se as células cancerígenas se disseminaram para outros órgãos. Esse processo é denominado estadiamento da doença.

Os exames como ultrassom e ressonância magnética não utilizam radiação e são mais seguros para serem realizados durante a gravidez. No caso da ressonância, recomenda-se a realização sem o uso de qualquer contraste durante a gravidez.

Outros testes, como PET scan, tomografia computadorizada e raios X não são recomendados durante a gravidez para não expor o feto às radiações. Se um desses exames for necessário, devem ser feitos ajustes para limitar a quantidade de exposição do feto às radiações.

Fonte: American Cancer Society (18/08/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive