Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Diagnosticando o câncer avançado

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 19/12/2019 - Data de atualização: 21/01/2020


Alguns cânceres são mais propensos a se disseminar do que outros. Mas é difícil saber quem desenvolverá câncer avançado. Os cânceres avançados são aqueles que se disseminaram e não estão mais respondendo ao tratamento. Confira algumas formas como o câncer avançado pode ser diagnosticado.

Sinais e sintomas do câncer avançado

Os sinais e sintomas gerais do câncer avançado podem incluir:

  • Sensação de cansaço e/ou fraqueza.
  • Perda de peso inexplicável.
  • Dor.
  • Falta de ar ou dificuldade respiratória.

O câncer avançado também pode provocar muitos outros sintomas, dependendo do tipo de câncer e para onde se disseminou.

Exame físico

Durante o exame físico, além de perguntar sobre seus sintomas o médico pode encontrar sinais de problemas provocados pela doença, como:

  • Líquido nos pulmões.
  • Líquido na cavidade abdominal.
  • Nódulos no corpo.
  • Fígado aumentado.
  • Fraqueza ou dormência nas pernas.

Exames de sangue

Alguns exames de sangue podem indicar a presença de um câncer avançado. Por exemplo, exames da função hepática geralmente estão alterados se o câncer se espalhou para o fígado. Da mesma forma, níveis elevados de cálcio no sangue podem significar que o câncer se espalhou para os ossos.

Marcadores tumorais. Alguns tipos de câncer provocam um aumento de determinadas substâncias no sangue denominadas marcadores tumorais. Exemplos de marcadores tumorais são PSA (antígeno específico da próstata) para câncer de próstata e CEA (antígeno carcinoembrionário) para câncer de cólon. Às vezes, o nível dessas substâncias no sangue pode ser muito alto no câncer avançado. Altos níveis dos marcadores tumorais podem levar a uma suspeita de uma recidiva ou da disseminação da doença, mas serão necessários mais exames para a confirmação do diagnóstico.

Exames de imagem

Alguns dos exames de imagem usados para diagnosticar o câncer avançado ​​podem incluir:

  • Raios X
  • Ultrassom.
  • Tomografia computadorizada.
  • Ressonância magnética.
  • Tomografia por emissão de pósitrons (PET scan).
  • Cintilografia óssea.

Biópsia

Quando um exame de imagem encontra algo que não é normal serão necessários mais exames para confirmar o diagnóstico. Isso geralmente pode ser feito retirando uma amostra de tecido da área suspeita para estudo e avaliação anatomopatológica da presença de células cancerígenas.

Aspiração de medula óssea e biópsia

Esses dois procedimentos são muitas vezes feitos ao mesmo tempo. As amostras são geralmente colhidas no osso da pelve, embora em alguns casos, possam ser colhidas a partir do esterno ou outros ossos. A biópsia de medula óssea é geralmente feita logo após a aspiração, onde um pequeno pedaço de osso e medula é removido com uma agulha ligeiramente maior.

Punção lombar

Esse exame procura por células cancerígenas no líquido cefalorraquidiano (LCR), que circunda o cérebro e a medula espinhal. Nesse procedimento, o médico, após anestesiar uma área na parte inferior da coluna vertebral, insere uma agulha entre os ossos da coluna para retirar uma pequena quantidade do líquido. Esse líquido é enviado para um laboratório de patologia para análise quanto a presença de células cancerígenas na amostra.

Paracentese e toracocentese

Se o líquido se acumular na cavidade abdominal (ascite) ou no espaço ao redor dos pulmões (derrame pleural), pode ser drenado com o auxílio de uma agulha e enviado para um laboratório de patologia para análise quanto a presença de células cancerígenas. Em pacientes com ascite, as amostras do líquido são coletadas usando-se a técnica denominada paracentese, enquanto que no caso de derrame pleural, o líquido ao redor dos pulmões é coletado realizando uma toracocentese.

Conversando com seu médico sobre câncer avançado

Abaixo, preparamos um roteiro de perguntas que podem lhe orientar numa conversa com seu médico. Alguns pontos são muito importantes e não devem ser deixados de lado:

  • Meu caso é de câncer avançado?
  • Esse câncer é o mesmo que eu tinha antes ou é um novo tipo de câncer?
  • Quais tratamentos você recomenda? Por quê?
  • Qual é o objetivo desse tratamento? Curar a doença? Aumentar a sobrevida? Aliviar ou prevenir alguns dos sintomas da doença?
  • Quais são as chances desse tratamento responder?
  • Em quais situações eu devo ligar para você?
  • Como esse tratamento pode afetar minhas atividades diárias?
  • Quais as opções de tratamento que tenho para aliviar dores ósseas ou outros sintomas?
  • Existem estudos clínicos indicados para o meu caso?
  • Como posso entrar em contato com você à noite, em feriados e finais de semana?

Fonte: American Cancer Society (15/12/2016)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive