Tipos de Câncer

Câncer de Pele Melanoma

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Detecção Precoce do Câncer de Pele Melanoma

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/08/2015 - Data de atualização: 13/05/2020


O diagnóstico precoce do melanoma aumenta a chance de sucesso do tratamento.

Autoexame da pele

Embora não existam recomendações estabelecidas para a detecção precoce do câncer de pele, é importante conhecer sua própria pele para encontrar qualquer sinal do câncer o mais precocemente possível. É importante conhecer seu padrão de pintas, manchas, sardas e outras marcas na pele para que você detecte novas pintas ou alterações nas já existentes.

O autoexame regular da pele permite a detecção precoce do câncer de pele e deve ser realizado em frente a um espelho numa sala iluminada. As seguintes etapas devem ser incluídas no autoexame da pele:

  • Examinar a parte anterior, posterior e lateral do corpo inteiro diante de um espelho, com os braços levantados.
  • Dobrar os cotovelos e olhar cuidadosamente a parte externa e interna das mãos, antebraços e braços.
  • Examinar a parte anterior, posterior e lateral das pernas e pés, incluindo plantas dos pés e os espaços entre os dedos.
  • Levantar o cabelo para examinar o pescoço e o couro cabeludo com um espelho de mão.
  • Verificar a área genital e nádegas com um espelho de mão.

Você deve consultar, imediatamente, um médico se encontrar:

  • Alterações na pele que correspondem a qualquer um dos achados citados acima.
  • Aparecimento de novas lesões na pele.
  • Alterações suspeitas em manchas de nascença.
  • Ferida que não cicatriza em duas semanas.
  • Coceira ou formigamento incomum numa mancha de nascença.

Exame da pele realizado pelo médico

Como parte de um exame de rotina relacionado ao câncer, seu médico deve examinar sua pele cuidadosamente.

Se o seu médico encontrar qualquer pinta irregular ou outras áreas suspeitas, ele pode encaminhá-lo a um dermatologista, que é o médico especializado em problemas de pele. Os dermatologistas, também, podem realizar exames regulares da pele. Muitos dermatologistas utilizam a técnica denominada dermatoscopia, também conhecida como dermoscopia, microscopia de epiluminescência ou microscopia de superfície, para examinar, de forma mais detalhada e precisa a pele. Imagens digitais ou fotográficas do local podem ser realizadas.

Exames regulares da pele são, especialmente, importantes para as pessoas que têm um risco aumentado para o melanoma, como pessoas com síndrome do nevo displásico, com histórico familiar de melanoma e aquelas que tiveram diagnóstico de melanoma no passado.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 14/08/2019, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive