Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Derrame Pleural

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/03/2013 - Data de atualização: 24/03/2013


O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.

Um derrame pleural é a condição na qual um líquido se acumula no espaço pleural. O derrame pleural maligno é causado por um câncer que cresce no espaço pleural. Cerca da metade dos pacientes com câncer apresentam derrame pleural. Mais de 75% dos pacientes com derrame pleural maligno tem linfoma, câncer de mama, pulmão ou ovário.

Sintomas

Pacientes com derrame pleural pode apresentar sintomas como:

  • Falta de ar.
  • Tosse seca.
  • Dor.
  • Sensação de peso no peito.
  • Incapacidade para realizar exercícios físicos.
  • Indisposição.

Diagnóstico

Exames que podem ajudar no diagnóstico do derrame pleural maligno, na determinação da localização exata do derrame pleural ou no planejamento do tratamento:

  • Exame físico.
  • Raios X de tórax.
  • Tomografia computadorizada.
  • Ultrassom.
  • Punção Torácica.

Tratamento

O derrame pleural pode necessitar de internação hospitalar. O tratamento consiste em drenar o líquido da cavidade pleural, procedimento que pode ser feito de várias maneiras:

  • Punção torácica.
  • Toracotomia, seguida de pleurodese.
  • Inserção de cateter para drenar o excesso de líquido.

O derrame pleural maligno é uma condição grave e potencialmente fatal que deve ser investigada e tratada de forma eficaz evitando piora do quadro do paciente.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive