Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Bayer Janssen MSD Takeda Astellas UICC Libbs Abbvie Ipsen Sanofi Daiichi Sankyo GSK Avon Nestlé Servier Viatris


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Conversas Públicas Oncoguia: Desafios no controle do tabagismo no Brasil

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/11/2021 - Data de atualização: 30/11/2021


Nesta segunda edição das Conversas Públicas, realizada no dia 25/11, debatemos sobre o controle do tabagismo no Brasil. Na oportunidade, nossa presidente Luciana Holtz recebeu:

  • Patricia Izetti, coordenadora-geral de Prevenção de Doenças Crônicas e Controle do Tabagismo do Ministério da Saúde.
  • Sandra Silva Marques, da Coordenação Estadual do Programa de Controle do Tabagismo de SP.
  • Laura Cury, assessora de Relações Internacionais da ACT Promoção da Saúde.

Patricia Izetti apresentou a linha de cuidado para o controle do tabagismo do Ministério da Saúde, que contém o processo de como o paciente vai ser atendido, onde e como identificar a dependência do paciente, para uma melhor avaliação. Ela contou também que o Ministério irá atualizar a Portaria Nº 571/2013 para colocar o tabagismo como Doença Crônica Não Transmissível (DCNT’s).

Sandra Marques afirmou que o tabagismo é uma patologia, corroborando com o novo entendimento do Ministério apresentado por Patrícia. Segundo ela, é muito importante ter esse reconhecimento pela pasta para ampliar o tratamento multidisciplinar do tabagismo. 

Também foi debatido entre as participantes sobre os cigarros eletrônicos. Laura Cury afirmou que os cigarros eletrônicos são um grande desafio pois, apesar de proibidos, são vendidos em amplamente e são feitas propagandas. Sandra Marques afirmou que recebe várias denúncias e que as encaminha para a Anvisa, órgão responsável pela vigilância do assunto. Para ela, o Ministério precisa melhorar as informações a respeito desses dispositivos e a fiscalização. Ainda, outro assunto debatido foi o impacto da pandemia no tratamento do tabagismo. Patrícia mostrou que a pandemia diminuiu em mais de 50% a dispensação de medicamentos usados para o controle do tabagismo e gerou também uma diminuição de consultas. Segundo ela, o Ministério da Saúde está buscando retomar todos os tratamentos, já que o tabagismo é um fator de risco para complicações da covid-19.

Nesse sentido, Sandra afirmou que o estado de São Paulo realizou estratégias para não paralisar os tratamentos. Para quem quiser ajuda, basta ligar gratuitamente para o CRATOD em 0800 227 2863.
Quer saber mais sobre como foi esse debate sobre o controle do tabagismo?

Assista aqui ao evento completo.

Conteúdo produzido pela equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive