Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Consumo de bebidas açucaradas aumenta em até 40% o risco de câncer, diz médico

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 03/08/2021 - Data de atualização: 03/08/2021


Um estudo publicado pela revista médica Gut investigou a ligação entre o aumento da incidência do câncer colorretal e de cólon entre jovens adultos e o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes.

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (3), o oncologista e fundador do Instituto Vencer o Câncer, Fernando Maluf, explicou que a pesquisa envolveu quase 100 mil enfermeiras, no período de 1991 até 2015.

Segundo ele, o grande mérito dos cientistas foi incluir 40 mil enfermeiras que começaram a ingerir as chamadas “bebidas doces” – refrigerantes, energéticos e chás adoçados – entre 13 e 18 anos de idade.

A gente começa a perceber que realmente o risco de câncer vai aumentando de modo considerável em quem toma mais de 250 ml por semana de bebidas açucaradas, quem consome pode aumentar o risco de câncer entre 35 e 40% em relação a quem não ingere as bebidas”, disse Maluf.

O oncologista afirmou, no entanto, que “quanto mais tarde começar a ter o hábito, menor é o risco da doença no futuro”. Desta forma, ele analisa que o estudo serve de alerta para pais impedirem o consumo excessivo de bebidas açucaradas para as crianças.

Fernando Maluf defendeu também um rigor maior da fiscalização e propaganda, como foi feito com o cigarro: “Do mesmo jeito do combate ao tabagismo, o mesmo princípio deve ser aplicado a esse tipo de bebida, rever taxação de impostos, para aumentá-la, e colocar nas embalagens os danos que elas podem causar.”

Fonte: CNN Brasil



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive