Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Bayer Janssen MSD Takeda Astellas UICC Libbs Abbvie Ipsen Sanofi Daiichi Sankyo GSK Avon Nestlé Servier


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça, Pescoço e Bexiga

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 18/08/2022 - Data de atualização: 18/08/2022


De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), os dados no Brasil referentes ao diagnóstico de câncer de cabeça e pescoço, ou seja, tumores da cavidade oral, faringe, laringe e cavidade nasal, são alarmantes: 76% dos casos só são diagnosticados em estágio avançado.

Prevalência na população e combate ao câncer
Ocorrem predominantemente em homens acima de 40 anos e o cigarro e a bebida alcoólica são responsáveis por 70% dos casos dessa neoplasia, além de outros fatores de risco como infecção pelo Papilomavírus humano (HPV), obesidade, exposição hormonal e poluentes ambientais.

Já o câncer de bexiga, o INCA estima que só em 2022, sejam diagnosticados no Brasil 10.640 novos casos. Cerca de 90% dos pacientes com esse tipo de câncer têm idade superior a 55 anos. O tabagismo também é responsável pela maioria dos casos, além de atividades ocupacionais.

O mês de Julho é inteiro dedicado à ações de combate ao câncer de cabeça e pescoço e também de bexiga. Além disso, durante o mês, a cor do laço é rosa, verde e roxo para conscientizar os brasileiros sobre a importância do diagnóstico precoce para a eficácia no tratamento.

A quimioterapia é um dos principais tratamentos utilizados no câncer, porém, hoje com o avanço da medicina, a oncologia conta com uma nova geração de terapias consideradas revolucionárias, como a imunoterapia e a terapia-alvo.

Apesar do avanço, o paciente não está isento dos efeitos colaterais com o uso dos medicamentos, podendo ocasionar interrupções que não são benéficas durante o tratamento.

Tratamentos complementares no controle do câncer vêm sendo bastante debatidos. A oncologia integrativa é um campo de cuidado centrado no paciente, baseado em evidências, para o tratamento do câncer que utiliza práticas corporais e mentais, produtos naturais e/ou modificações no estilo de vida, juntamente com tratamentos convencionais de câncer.

Um estudo de revisão verificou o efeito da acupuntura no controle de náuseas e vômitos em pacientes submetidos à quimioterapia e identificou que o efeito da acupuntura no controle de náuseas e vômitos induzidos pela quimioterapia foi satisfatório. Diante disso, a acupuntura é uma prática integrativa e complementar aos tratamentos convencionais pela melhora da qualidade de vida dos pacientes em tratamento quimioterápico.

Fonte: PebMed



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive