Tipos de Câncer

Câncer de Vagina

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Como Prevenir o Câncer de Vagina

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 03/10/2015 - Data de atualização: 18/05/2018


A melhor maneira de reduzir o risco do câncer de vagina é evitar os fatores de risco conhecidos e tratar quaisquer lesões vaginais pré-cancerígenas. Mas, muitas mulheres não apresentam fatores de risco conhecidos, logo nem sempre é possível evitar completamente a doença.

Os principais fatores que devem ser evitados para prevenir o câncer de vagina são:

  • Exposição ao HPV. A infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV) é um fator de risco para o câncer de vagina. Nas mulheres, as infecções por HPV ocorrem principalmente em idades mais jovens e são menos comuns em mulheres com mais de 30 anos. A razão para isto não é clara. A maioria destas infecções em mulheres jovens desaparece espontaneamente, mas em alguns casos, o DNA do HPV permanece no interior das células do colo do útero e vagina, podendo, muitos anos depois, levar a alterações pré-cancerígenas e até ao câncer. Certos tipos de comportamento sexual aumentam o risco de uma mulher contrair uma infecção genital por HPV, como: ter relações sexuais desde idade precoce, ter muitos parceiros sexuais, ter um parceiro que teve muitos parceiros sexuais, e ter relações sexuais com homens não circuncidados.

  • Uso de Preservativos. O uso de preservativos fornece alguma proteção contra o HPV, mas não protege completamente contra o HPV, porque não cobre todas as áreas infectadas pelo vírus, como a pele sobre a área genital ou anal. Ainda assim, os preservativos fornecem alguma proteção contra o HPV, e também contra o HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.

  • Vacina. Existem vacinas que protegem contra a infecção para determinados tipos de HPV. Essas vacinas são utilizadas apenas para prevenir a infecção por HPV, e não para tratar uma infecção já existente. Para ser mais eficaz, a vacina deve ser administrada antes da mulher se tornar sexualmente ativa. Essas vacinas estão aprovadas para prevenir cânceres vaginais e pré-cânceres, bem como verrugas anais e genitais.

  • Não Fumar. Não fumar é uma das maneiras de diminuir o risco de câncer de vagina. As mulheres que não fumam também têm menor probabilidade de desenvolver vários outros tipos de câncer, como de pulmão, boca, garganta, bexiga, rins e de vários outros órgãos.

  • Tratar Condições Pré-Cancerígenas. A maioria dos cânceres de células escamosas são alterações pré-cancerígenas denominadas neoplasias intraepiteliais vaginais, que podem estar presentes por anos até se transformarem em um câncer invasivo. Esses pré-cânceres algumas vezes podem ser diagnosticados no rastreamento do câncer de colo do útero.

  • Exame de Papanicolaou e Exames Pélvicos. A neoplasia intraepitelial vaginal pode não ser visível durante um exame de rotina, mas pode ser diagnosticada pelo exame de Papanicolaou. Como o câncer de colo do útero é muito mais comum do que o câncer de vagina, amostras para o exame de Papanicolaou são retiradas do colo do útero. O principal objetivo do Papanicolaou é diagnosticar cânceres e pré-cânceres no colo do útero e da vagina. O exame de Papanicolaou pode ser realizado por citologia convencional ou citologia em meio líquido.

Fonte: American Cancer Society (19/03/2018)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive