Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Como o câncer afetará minha vida sexual?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 29/02/2016 - Data de atualização: 29/02/2016


A sexualidade varia muito entre as pessoas, mesmo quando não estão doentes. Algumas pessoas praticamente não têm alteração no nível de energia e desejo sexual durante o tratamento de câncer. Outras, passam a ter menos interesse em sexo por causa das mudanças físicas e emocionais da doença e seu tratamento.

Se você tiver alterações no nível de energia e desejo sexual durante o tratamento, lembre-se que isso ocorre com muitas pessoas e pode ser provocado por estresse, sensação de cansaço e outros efeitos colaterais do tratamento.

Se você tinha uma vida sexual saudável antes de iniciar o tratamento, as chances de você ainda encontrar prazer na intimidade durante o tratamento são enormes. Você também pode achar que a intimidade assume um novo significado e que você deve se relacionar com seu parceiro de forma diferente. Abraçar, acariciar e tocar podem se tornar mais relevantes, enquanto o sexo pode se tornar menos importante.

Uma vida sexual saudável pode ser difícil de manter quando existem tantos fatores físicos e emocionais envolvidos. Obtenha o máximo de informações possíveis com seu médico e outras fontes confiáveis para que você entenda o que pode (ou não) fazer antes, durante e após o tratamento. Converse também com seu parceiro sobre suas preocupações e o lhe faz sentir bem, já que isso pode mudar de semana a semana.

Fertilidade


Apesar da gravidez, às vezes, ser possível durante o tratamento de câncer, não é prudente engravidar, uma vez que alguns tratamentos podem provocar malformações no feto. Recomenda-se que o paciente use métodos contraceptivos para evitar a gravidez durante o tratamento do câncer e até mesmo algumas semanas ou meses após o término do tratamento.

As mulheres podem ter períodos menstruais irregulares ou sem sangramento durante o tratamento, o que não significa que não poderão engravidar. Portanto, o controle de natalidade ainda é necessário.

Nos homens, os tratamentos podem reduzir ou danificar os espermatozoides. Mesmo assim, eles muitas vezes voltam a ser férteis após o tratamento.

Se você planeja ter filhos, é normal que surja a preocupação sobre como o tratamento afetará sua fertilidade. Converse com seu médico antes do início do tratamento sobre quaisquer questões ou preocupações que você tem sobre sua fertilidade e o tratamento do câncer. Isto ajudará a tomar decisões que mais sejam benéficas à você.

Para maiores informações acesse nossas seções sobre Sexualidade e Câncer e Reprodução.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive