Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Como monitorar meus efeitos colaterais? Devo dividí-los com meu médico?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/08/2015 - Data de atualização: 16/08/2015


O tempo destinado ás consultas geralmente é muito pouco para que se possa tratar de todos os assuntos de interesse. É preciso avaliar os resultados do tratamento, qualificar e quantificar os efeitos colaterais, fazer ajustes, explicar as mudanças, etc. Tudo isso faz com que acabemos concentrando nossa atenção na eficácia do tratamento e relegando para um segundo plano os eventos adversos que não forem graves.

Aspectos da vida social, sexual, e eventos adversos "menos” importantes muitas vezes são totalmente esquecidos durante a consulta. Há pacientes que ficam sem funcionamento intestinal por 5 a 7 dias, ou apresentam fadiga que os impedem de exercer a maioria das suas atividades, mas muitas vezes não sobra tempo para descrever esses efeitos e obter uma solução para eles.

A melhor forma e a mais adequada de lidar com isso é fazer um diário. Anote a data e hora do início do sintoma, a sua intensidade, medicamentos tomados e resultados, qualquer medida a mais que tenha sido tomada e, se for o caso, qual foi o desfecho do ocorrido. Se tiver sido resolvido, anote o dia e hora que o sintoma desapareceu.

Na data da consulta você pode mostrar esse diário para o médico, ou fazer uma cópia das suas anotações para que ele anexe no seu prontuário.

Claro que a data da quimioterapia é muito importante. Quanto aos medicamentos e doses utilizadas, seu médico já deve ter registro disso.

Por exemplo:

  • Quimioterapia dia 10/06 às 16:30h.
  • Náuseas com início no dia 12/06 às 16h. Não tomei nenhuma medicação.
  • Três episódios de vômitos entre o dia 12/06 e 13/06. Tomei plasil com bom alívio.
  • Obstipação intestinal de 12/06 a 14/06. Evacuei no dia 14/06 à noite após ter tomado Tamarine.
  • Sem libido desde o dia 10/06.
  • Medicação em uso: Glifage 500mg de 12 em 12 horas e Puran T4 100mg pela manhã.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive