Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Como monitorar meus efeitos colaterais? Devo dividí-los com meu médico?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/08/2015 - Data de atualização: 16/08/2015


O tempo destinado ás consultas geralmente é muito pouco para que se possa tratar de todos os assuntos de interesse. É preciso avaliar os resultados do tratamento, qualificar e quantificar os efeitos colaterais, fazer ajustes, explicar as mudanças, etc. Tudo isso faz com que acabemos concentrando nossa atenção na eficácia do tratamento e relegando para um segundo plano os eventos adversos que não forem graves.

Aspectos da vida social, sexual, e eventos adversos "menos” importantes muitas vezes são totalmente esquecidos durante a consulta. Há pacientes que ficam sem funcionamento intestinal por 5 a 7 dias, ou apresentam fadiga que os impedem de exercer a maioria das suas atividades, mas muitas vezes não sobra tempo para descrever esses efeitos e obter uma solução para eles.

A melhor forma e a mais adequada de lidar com isso é fazer um diário. Anote a data e hora do início do sintoma, a sua intensidade, medicamentos tomados e resultados, qualquer medida a mais que tenha sido tomada e, se for o caso, qual foi o desfecho do ocorrido. Se tiver sido resolvido, anote o dia e hora que o sintoma desapareceu.

Na data da consulta você pode mostrar esse diário para o médico, ou fazer uma cópia das suas anotações para que ele anexe no seu prontuário.

Claro que a data da quimioterapia é muito importante. Quanto aos medicamentos e doses utilizadas, seu médico já deve ter registro disso.

Por exemplo:

  • Quimioterapia dia 10/06 às 16:30h.
  • Náuseas com início no dia 12/06 às 16h. Não tomei nenhuma medicação.
  • Três episódios de vômitos entre o dia 12/06 e 13/06. Tomei plasil com bom alívio.
  • Obstipação intestinal de 12/06 a 14/06. Evacuei no dia 14/06 à noite após ter tomado Tamarine.
  • Sem libido desde o dia 10/06.
  • Medicação em uso: Glifage 500mg de 12 em 12 horas e Puran T4 100mg pela manhã.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive