Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Chance de cura do câncer de mama chega a 90% em estágio inicial

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/06/2018 - Data de atualização: 15/06/2018


O tratamento do câncer de mama em estágio inicial, evitando a quimioterapia, é tema da entrevista com a professora Laura Testa, coordenadora do Ambulatório de Câncer de Mama do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

Um estudo norte-americano que analisou 10 mil mulheres considerava como estágio inicial os tumores menores localizados na mama sem a presença de linfonodos acometidos, com receptores hormonais positivos e sem a expressão da proteína HER2.

Durante o estudo, foi realizada uma avaliação molecular em pacientes com risco maior de recorrência da doença através do teste oncotype DX, que classifica as chances de a doença voltar e avalia se a quimioterapia pode reduzir efetivamente esse risco de retorno. As pacientes que não recebem a quimioterapia passam a receber um bloqueio hormonal, normalmente através de comprimidos consumidos diariamente para impedir a metástase.

Segundo a pesquisadora, quando o câncer de mama é diagnosticado em sua fase inicial, tem grande chance de cura. "Muitas pacientes têm um risco baixo de recorrência após o tratamento mais conservador, e hoje, mesmo nos diagnósticos iniciais, se consegue saber quais pacientes precisam de um tratamento mais agressivo para alcançar a cura.” O índice de cura para a fase inicial do câncer é acima de 90%.

O exame, entretanto, não é garantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e nem é listado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o que não obriga a cobertura pelos planos de saúde.

Fonte: Jornal da USP

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive