Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

CCJ aprova criação do Mês de Conscientização sobre o Câncer de Cólon e Reto

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 07/06/2019 - Data de atualização: 07/06/2019


Nascimento defende a conscientização como forma de prevenção

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou a criação do Mês de Conscientização sobre o Câncer de Cólon e Reto em março de cada ano. No dia 27 de março, já é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Intestino.

O texto aprovado foi o Projeto de Lei 3842/15, do deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP), com as alterações feitas pela Comissão de Seguridade Social e Família.

“A prevenção e o diagnóstico precoce ainda são uma solução efetiva para a enfermidade, portanto a instituição de uma semana destinada à conscientização produzirá efeitos relevantes para a sociedade”, afirma Nascimento.

O relator na CCJ, deputado Dr. Frederico (Patriota-MG), apresentou parecer pela constitucionalidade e juridicidade desses dois textos, com emenda suprimindo a previsão de que o Ministério da Saúde promovesse eventos para a divulgação das atividades relativas à conscientização.

Segundo o relator, esse dispositivo é inconstitucional, pois confere atribuição ao Ministério da Saúde. Nesse caso, a iniciativa é privativa do Poder Executivo.

Alterações
O projeto original criava a Semana Nacional de Prevenção e Combate ao Câncer de Cólon e de Intestino entre 7 e 13 de setembro. Na Comissão de Seguridade, o texto foi alterado para prever a criação do Mês de Conscientização sobre o Câncer de Cólon e Reto.

“A Comissão de Seguridade aperfeiçoou a redação ao usar o termo mais adequado tecnicamente à enfermidade que menciona”, avaliou o relator. 

Após a redação final do texto ser aprovada pela CCJ, ela deverá seguir diretamente ao Senado Federal, a não ser que haja recurso para análise pelo Plenário da Câmara.

Fonte: Câmara dos Deputados

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive