Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Casos de câncer devem aumentar 81% nos países pobres até 2040, alerta OMS

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/02/2020 - Data de atualização: 04/02/2020


Exame feito em hospital de Botucatu, São Paulo, identifica células cancerígenas — Foto: HCFMB/Divulgação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que os casos de câncer aumentarão cerca de 81% nos países em desenvolvimento até 2040. A principal causa é a falta de recursos destinados à prevenção.

Em um comunicado divulgado nesta segunda-feira (3), a ONU alerta que se as tendências atuais se mantiverem, o mundo registrará um aumento global de 60% dos casos de câncer nas próximas décadas.

Em 2018, a OMS contabilizou 18,1 milhões de novos casos da doença, e a organização estima que esse número chegue a algo entre 29 e 37 milhões até 2040.

Nos países em desenvolvimento, que possuem as maiores taxas de mortalidade, deverão registrar o maior aumento: 81%, segundo as projeções.

Recursos limitados
De acordo com a OMS, essa situação é explicada porque esses países tem destinado recursos limitados à saúde pública, principalmente na prevenção de doenças infecciosas e na melhora da saúde da mãe e do bebê, além de que os serviços sanitários não estão equipados devidamente para prevenir, diagnosticar e tratar os cânceres.

"É um sinal vermelho que nos pede para que enfrentemos as desigualdades inaceitáveis que existem entre países ricos e países pobres no que se diz respeito aos serviços de combate ao câncer", afirma Ren Minghui, vice-diretor-geral da OMS, no comunicado.

"Quando as pessoas tem acesso aos cuidados básicos e aos sistemas de orientação, é possível detectar o câncer em um estágio inicial, tratá-lo de forma eficaz e curá-lo", ressaltou.

Prevenção
A OMS apresenta uma lista de medidas que permitem prevenir novos casos de câncer, como a luta contra o tabagismo, a vacinação contra Hepatite B para prevenir o câncer de fígado e a vacinação contra o papilomavírus humano, responsável pelo câncer de colo de útero.

"Se mobilizarmos as diferentes partes envolvidas para trabalhar em conjunto, poderíamos salvar ao menos 7 milhões de vidas ao longo da próxima década", disse o diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, citado no comunicado.

O documento aponta que as medidas têm feito com que haja remissão no número de mortes por câncer, mas essa queda é registrada principalmente nos países ricos.

"Os países desenvolvidos têm adotado programas de prevenção, diagnósticos precoces e detecção que, associados a melhores tratamentos, contribuíram na redução de 20% na taxa de mortalidade prematura por câncer entre 2000 e 2015".

Nos países em desenvolvimento, a redução foi de apenas 5%, segundo a diretora do Centro Internacional de Investigação sobre o Câncer, Elisabete Weiderpass.

Fonte: G1

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive