Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Casos de câncer de pulmão em quem nunca fumou estão aumentando 

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 09/09/2021 - Data de atualização: 09/09/2021


Enquanto os fumantes ou ex-fumantes respondem pela maioria dos cânceres de pulmão, os que nunca fumaram são responsáveis ​​por 10% a 25% dos casos em todo o mundo. Mas essa proporção está crescendo à medida que o hábito de fumar diminui, e um recente estudo identificou assinaturas genéticas únicas de câncer de pulmão em pessoas que nunca fumaram. 

Para o novo artigo, pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer e outros colaboradores realizaram o sequenciamento de genes inteiros em tumores de 232 pacientes com câncer de pulmão que nunca fumaram e cuja exposição a fatores de risco era desconhecida. Com isso, eles identificaram três subtipos genéticos: leve, moderado e grave.

O subtipo leve conta com poucas mutações e é menos agressivo, responsável ​​por cerca de metade dos tumores estudados, num desenvolvimento mais lento do que os outros subtipos. O tumor moderado representa um terço dos tumores e teve períodos de latência de cerca de três meses e meio. Já os tumores graves eram os mais agressivos e mais semelhantes ao câncer de pulmão entre os fumantes, dominados por mutações de duplicação de genes inteiros, que criam múltiplas cópias instáveis ​​de um gene. Esses tumores tiveram períodos de latência mediana de apenas um mês e representaram um quinto da amostragem estudada.

A equipe descobriu que os sinais genéticos apontam para um papel das células-tronco no subtipo leve. As mutações que existem nesses tumores costumam estar relacionadas a genes que regulam as células-tronco. Nesse caso, os tratamentos agressivos estabelecidos não funcionarão com células-tronco no subtipo mais leve. 

Os pesquisadores têm mais experimentos pela frente para confirmar a relação com as células-tronco e outros fatores potenciais causadores do câncer de pulmão em pessoas que nunca fumaram. O objetivo da equipe é realizar o sequenciamento de genes inteiros em 2.000 amostras de pacientes com câncer de pulmão que nunca fumaram. O estudo pode ser acessado aqui.

Fonte: Canal Tech 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive