Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Câncer é a principal causa de mortes em Jaguariúna; cidade é a segunda em óbitos do estado

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/04/2018 - Data de atualização: 20/04/2018


O câncer é a principal causa de mortes em Jaguariúna (SP), segundo o levantamento do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM). A cidade é a única da Região Metropolitana de Campinas (RMC) citada na lista do estudo nacional.

De acordo com a pesquisa, que se baseou no Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), foram 73 mortes registradas em 2015, dado mais recente do cadastro nacional. O município é o segundo em números absolutos do estado. Piracicaba (SP) é a primeira, com 528 óbitos.

O relatório não informa quais os tipos e os motivos, mas o G1 teve acesso ao histórico de casos de neoplasias entre os anos de 2010 e 2017 no município.

Os cânceres no aparelho digestivo surgem em primeiro lugar. Em seguida, os registros no aparelho pulmonar. Em terceiro lugar, os casos de câncer de cólo de útero. Os dados são da Secretaria de Saúde.

9,2% das cidades brasileiras

O câncer já é a principal causa de óbitos em 516 dos 5.570 municípios brasileiros, ou seja, em 9,2% deles .

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), Clóvis Klock, o avanço dos casos de câncer no país está ligado ao fato de o brasileiro viver mais – em torno dos 80 anos-, ter vida sedentária e alimentação pouco saudável. Outros fatores decisivos são os reflexos da poluição do meio ambiente e o uso do tabagismo.

Ainda segundo o presidente da SBP, os gestores de saúde devem focar no diagnóstico rápido para reduzir a mortalidade.

'O que a medicina pode fazer? O diagnóstico precoce é necessário. E o diagnóstico precoce é o que nós estamos pecando hoje em dia', alerta Klock.

O que diz Jaguariúna

A secretária de saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, disse ao G1 ter percebido o aumento das neoplasias no município desde que assumiu o cargo no ano passado.

Segundo ela, para reverter os casos, estão sendo implantados desde 2017 programas para incentivar práticas saudáveis, tanto no tocante à alimentação saudável como atividades físicas.

'Estamos trabalhando muito na qualidade de vida. Nossa lógica é inverter [casos] investindo na atenção básica, que tem mais chances de cura. Um dos caminhos é investir na criança e no adolescente', afirma a secretária.

A gestora da saúde local ressaltou ainda que o município tem grande parcela de idosos e migração, que podem influenciar na quantidade de óbitos por câncer. Cerca de 20% dos moradores são idosos, segundo informações baseadas no Cartão Cidadão de Jaguariúna.

Dados Brasil

A pesquisa sobre os casos de morte por câncer no Brasil aponta que metade dos óbitos se concentra nas faixas de 60 a 69 anos (25%) e 70 a 79 anos (25%). Em seguida, segundo o estudo estão os pacientes com mais de 80 anos (20%).

Quantidades de óbitos por câncer


Fonte: G1 Campinas e Região

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive