top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Câncer é a doença que mais mata pessoas de 15 a 29 anos, aponta Inca

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/02/2017 - Data de atualização: 14/02/2017


Durante o período de 2009 a 2013, o câncer foi a principal causa de morte por doença na faixa etária de 15 a 29 anos, e a segunda causa geral neste grupo no Brasil, atrás apenas de "causas externas" (acidentes e mortes violentas de diferentes tipos).

De acordo com os dados publicados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e o Ministério da Saúde (MS), entre os cinco anos de pesquisa, houve 17,5 mil mortes por câncer entre os jovens brasileiros. O estudo aponta que a taxa média de mortalidade por câncer de adolescentes e adultos jovens foi de 67 por 1 milhão.

Além disso, a publicação indicou que a média de pessoas de 15 a 29 anos que tiveram câncer foi de 236 casos/milhão. A taxa é superior à verificada em crianças de 0 a 14 anos, que é de 127/milhão, mas inferior às dos principais tipos de câncer em adultos.

Segundo os dados do Inca, os tumores mais frequentes em adolescentes e adultos jovens são os carcinomas (34%), linfomas (12%) e tumores de pele (9%). Já as regiões mais frequentes dos carcinomas em adolescentes e adultos jovens são no trato geniturinário (taxa de incidência de 24,83 por 1 milhão), tireoide (14,18 por 1 milhão), mama (12,46 por 1 milhão) e cabeça e pescoço (4,57 por 1 milhão).

A pesquisa destaca, que o câncer de colo do útero é o de maior incidência em mulheres nesta faixa de 15 a 29 anos. O desenvolvimento da doença está ligado à infecção pelo HPV, transmitido na relação sexual. Desta forma, eles ressaltam a importância da vacina contra o HPV - disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Meninas de 9 a 14 anos devem tomar duas doses com intervalo de seis meses, e, desde o mês passado, meninos de 12 e 13 anos também podem se vacinar.

O objetivo do Inca é que o estudo sirva como balizador para o planejamento e a gestão de ações e políticas de saúde pública voltadas para a faixa etária de 15 a 29 anos. Contudo, o ministério disse que a boa notícia é que a taxa está estável nos últimos anos. Entre 1979 a 2013, a variação das taxas de mortalidade nesta faixa etária foi de apenas 0,3%.

Fonte: Minha Vida

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive