Especial

Prevenção

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Fatores de Risco do Câncer de Pele Basocelular e Espinocelular

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/09/2015 - Data de atualização: 26/03/2019


Um fator de risco é algo que afeta sua chance de contrair uma doença como o câncer. Diferentes tipos de câncer apresentam diferentes fatores de risco. Alguns como tomar sol, por exemplo, podem ser controlados; no entanto outros não, como a idade e o histórico familiar. Embora os fatores de risco possam influenciar o desenvolvimento do câncer, a maioria não causa diretamente a doença. Algumas pessoas com vários fatores de risco nunca desenvolverão um câncer, enquanto outros, sem fatores de risco conhecidos poderão desenvolvê-lo.

Ter um fator de risco ou mesmo vários, não significa que você vai ter a doença. Muitas pessoas que desenvolvem a enfermidade podem não estar sujeitas a nenhum fator de risco conhecido. Se uma pessoa tem algum fator de risco, muitas vezes é muito difícil saber o quanto esse fator pode ter contribuído para o desenvolvimento do câncer de pele basocelular ou espinocelular.

Fatores que podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pele basocelular espinocelular:

  • Exposição às radiações ultravioleta (UV). A exposição aos raios ultravioleta (UV) é considerada o principal fator de risco para a maioria dos cânceres de pele. A luz solar é a principal fonte de raios UV. Embora os raios UV representem apenas uma porcentagem muito pequena dos raios solares, são a principal causa dos efeitos nocivos do sol sobre a pele. Raios UV danificam o DNA de células. O câncer de pele se inicia quando o dano afeta o DNA dos genes que controlam o crescimento das células da pele.
     
  • Pele clara. Pessoas com menos pigmento (melanina) na pele têm menos proteção contra as radiações UV. Pessoas com cabelos e olhos claros, com sardas, que se queimam com facilidade, têm um alto risco de desenvolver câncer de pele.
     
  • Idade. A maioria dos carcinomas basocelular e espinocelular aparece em pessoas mais velhas, provavelmente devido à exposição ao sol acumulada ao longo do tempo. Esses tipos de câncer estão se tornando também mais comuns em pessoas mais jovens, provavelmente pela exposição solar excessiva e sem proteção.
     
  • Gênero. Os homens são mais propensos que as mulheres de ter câncer de pele basocelular e espinocelular. Isto é provavelmente em função de uma maior exposição ao sol.
     
  • Exposição a produtos químicos. A exposição a grandes quantidades de arsênio aumenta o risco de desenvolver câncer de pele. O arsênio é um metal pesado encontrado naturalmente em algumas áreas como águas de poços e também utilizado em pesticidas. Trabalhadores expostos ao alcatrão industrial, à parafina e a certos tipos de óleo podem ter um risco aumentado de desenvolver câncer de pele.
     
  • Exposição às radiações. Pessoas que fizeram radioterapia têm maior risco de desenvolver câncer de pele na região irradiada. Isso é especialmente preocupante em crianças que fizeram radioterapia.
     
  • Câncer de pele prévio. As pessoas que tiveram câncer de pele basocelular e espinocelular têm um risco aumentado de desenvolver outro câncer de pele.
     
  • Inflamação da pele ou lesão grave. Cicatrizes de queimaduras, áreas de cicatrizes de infecções ósseas e pele danificada por alguma doença inflamatória são mais susceptíveis de desenvolver câncer de pele, embora esse risco seja pequeno.
     
  • Tratamento da psoríase. Pessoas com psoríase (doença inflamatória da pele) tratadas com psoraleno e radiação ultravioleta têm maior chance de desenvolver câncer de pele espinocelular e provavelmente outros tipos de câncer de pele.
     
  • Xeroderma pigmentoso. É uma condição rara, hereditária, resultante de um defeito em uma enzima que normalmente repara danos ao DNA. Pessoas com esta condição apresentam um alto risco de desenvolver a doença e outros tipos de cânceres de pele em uma idade jovem.
  • Síndrome de Gorlin. É uma condição rara, congênita, hereditária, na qual as pessoas podem apresentar alterações na mandíbula, nos olhos e no tecido nervoso. As pessoas afetadas com essa síndrome são propensas a desenvolver câncer de pele basocelular quando são jovens.
     
  • Imunossupressão. Pessoas tratadas com medicamentos que suprimem severamente o sistema imunológico, como pacientes transplantados, têm um risco aumentado de desenvolver câncer de pele espinocelular e outros tipos menos comuns, como o sarcoma de Kaposi e o carcinoma de células de Merkel. O tratamento com doses elevadas de corticosteroides também pode enfraquecer o sistema imunológico, aumentando o risco de câncer de pele. A infecção pelo vírus HIV, que causa a AIDS, muitas vezes debilita o sistema imunológico o que aumenta o risco do desenvolvimento do câncer de pele basocelular e espinocelular.
     
  • Vírus do papiloma humano (HPV). Os vírus do papiloma humano são um grupo de mais de 150 vírus, muitos dos quais podem provocar papilomas ou verrugas. As verrugas que as pessoas geralmente têm nas mãos e nos pés não estão relacionadas a nenhum tipo de câncer. Mas alguns tipos de HPV, especialmente aqueles que afetam as áreas genital e anal, e a pele ao redor das unhas, parecem estar relacionados ao câncer de pele nessas áreas.
     
  • Tabagismo. As pessoas que fumam são mais propensas a desenvolver câncer de pele espinocelular, especialmente nos lábios. Fumar não é um fator de risco conhecido para o carcinoma basocelular.

Fonte: American Cancer Society (10/05/2016)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive