Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Câncer de mama é mais facilmente curado se diagnóstico vier no início

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/05/2013 - Data de atualização: 15/05/2013


Diretor médico do Instituto Oncoguia dá entrevista em reportagem veiculada no Jornal Hoje, da Rede Globo, e dá alerta sobre importância da mamografia
 
O câncer de mama é o segundo mais frequente no mundo. No Brasil, a maioria das mulheres não tem o hábito de fazer exames de rotina, que podem detectar o tumor bem no começo e aumentar as chances de cura.
 
Hoje, no Dia Nacional da Mamografia, autoridades médicas reforçam a importância do exame para a prevenção.
 
"Esse é um exemplo de uma lesão que a gente detecta na mamografia. Corresponde a um nódulo, um nódulo extremamente suspeito para câncer de mama. Se alguns anos antes ela tivesse esse nódulo diagnosticado, com dimensões menores, o prognóstico dela seria muito melhor do que uma lesão com este tamanho”, afirma Carlos Shimizu, médico radiologista.

Com a mamografia seria possível reduzir a mortalidade por câncer de mama em 30%, mas para isso seria preciso que todas as mulheres com mais de 40 anos, uma vez por ano, como recomenda a sociedade brasileira de mastologia. "Lamentavelmente, mais de 70%, 80% das mulheres que deveriam fazer mamografia ainda não fazem”, diz Rafael Kaliks, médico.

Silvia Salles tem convênio médico particular e Maria é atendida pelo SUS. As duas perceberam o nódulo e correram para o médico. Foi a mamografia que esclareceu as dúvidas. Maria tinha apenas nódulo de gordura, mas Silvia estava com câncer.

Como descobriu logo no início, hoje está curada. "Por isso que tive um bom prognóstico com a cirurgia, mas pelo tumor e por eu ser uma paciente jovem, foi indicado fazer também a quimioterapia para complementar o tratamento cirúrgico”, conta Silvia Salles, enfermeira.

"O importante é ir rápido. Eu aconselho quem não fez que faça, porque a gente não pode deixar as coisas passarem”, aconselha Maria Gianotti, costureira.

"Mamografia é obrigatória e nenhum exame substitui a mamografia”, garante Rafael Kaliks.

Mais informações:

- Instituto Oncoguia
  
Fonte: G1


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive