Espaço do

Paciente

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Astellas UICC Libbs GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[CÂNCER DE MAMA] Adriana Venâncio

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 29/04/2015 - Data de atualização: 29/04/2015


Adriana Venâncio, diagnosticada com câncer de mama, nos enviou este depoimento a fim de dividir sua experiência e, quem sabe, ajudar outras pessoas que estejam passando pela mesma experiência.

Leia abaixo a história de Adriana Venâncio.

Meu nome é Adriana, tenho 50 anos, moro em Belo Horizonte, sou divorciada e tenho duas filhas lindas! Gosto muito de ler, cinema e estar com amigas.
Tive o diagnóstico em setembro de 2011, e logo a mastologista pediu exames de imagem, porque eram 3 tumores, classificados como Ductal Invasivo grau III, onde apareceu a metástase no fígado. Nesse primeiro momento, senti o chão se abrir, e você só pensa na morte. Comecei a químio e quatro meses depois, fiz a mastectomia total, já com colocação de um expansor definitivo.

Nesse momento é imprescindível o apoio da família, que tive bastante, e um oncologista que lhe transmita segurança e acolhimento, que também tive muita sorte.
Outra coisa MUITO IMPORTANTE QUE TODA PACIENTE PRECISA SABER, é o tipo de câncer, de célula, e qual a medicação que está usando. Fui muito curiosa e enchia meu médico de perguntas. Acho importante que a gente saiba o que está tomando de medicação. Sei que a célula é o HER 2 positivo e atualmente tomo KADCYLA.

Conheço os meus direitos porque corri atrás para me informar, pois tive problemas com meu plano algumas vezes de atraso, da liberação de químio e até negativa, tendo que entrar na justiça para conseguir. Depois de 4 meses desse ocorrido, o plano queria cancelar o contrato comigo, mas enviei um e-mail, falando dos meus direitos e que se eles cancelassem eu entraria novamente na justiça. Eles reconsideraram e até agora estou tratando normalmente.

Tenho consciência que terei que me tratar sempre e isso não me assusta mais. Encaro como parte da minha vida. Faço terapia individual e em grupo com pacientes oncológicos, reiki, acupuntura e tenho uma preocupação que antes não tinha de pensar em mim, no meu bem estar. Tenho um salão de beleza e continuei trabalhando, o que de certa forma me ajudou muito, pois preencho o meu tempo.

O apoio da família e amigos foi essencial e será sempre. Tive agora recentemente, a notícia que o câncer avançou para a outra mama, o que me deixou triste, mas não me abateu. Sigo o tratamento e agradeço a Deus todos os dias, pois a doença me fez uma pessoa melhor e que descobriu beleza e prazer em pequenas coisas, e que desde então NADA mais me assusta ou me coloca medo. Sigo adiante, na certeza que estou no caminho certo!

Agradeço muito ter conhecido o Oncoguia e de ter participado do evento, o que me ajudou ainda mais, pois percebi mais ainda que NÃO ESTOU SOZINHA!


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive