Tipos de Câncer

Câncer de Nasofaringe

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Biópsia para Diagnóstico do Câncer de Nasofaringe

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 29/04/2013 - Data de atualização: 11/12/2018


Os sintomas e os resultados de alguns exames podem sugerir que uma pessoa esteja com câncer de nasofaringe, mas a única maneira de ter certeza de que o câncer está presente é fazer uma biópsia. Neste procedimento, uma amostra de tecido da área suspeita é removida e encaminhada para análise de um patologista. O patologista é o médico especializado no diagnóstico de doenças por meio da análise de tecidos com um microscópio.

Os tipos de biópsia utilizados para o diagnóstico do câncer de nasofaringe são:

  • Biópsia endoscópica. Se uma massa suspeita é encontrada na nasofaringe durante um exame, o médico pode remover uma amostra com ajuda de um nasofaringoscópio. Muitas vezes, as biópsias de nasofaringe são feitas no centro cirúrgico ou como um procedimento ambulatorial. A amostra retirada é encaminhada para um laboratório de patologia para análise.
     
  • Punção aspirativa por agulha fina (PAAF). A punção aspirativa por agulha fina (PAAF) é um procedimento rápido e pode ser realizado com anestésico local, embora normalmente não seja necessário. Na PAAF é utilizada uma agulha fina acoplada a uma seringa para aspirar uma amostra do tecido tumoral para análise. O material obtido é submetido à análise citológica. Este tipo de biópsia é realizado para verificar se o aumento dos gânglios linfáticos contém a doença. O procedimento é realizado com anestesia local. Em pacientes com linfonodos aumentados na área do pescoço, a PAAF pode ajudar a determinar se esse aumento é provocado por uma resposta a uma infecção, pela disseminação da doença ou por um linfoma.

Fonte: American Cancer Society (24/09/2018)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive