Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Aumento da próstata pode reduzir riscos de câncer, sugere estudo

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/08/2021 - Data de atualização: 27/08/2021


A hiperplasia benigna da próstata, condição na qual a glândula começa a apresentar um tamanho maior com o passar do tempo, pode ser um fator que evita o desenvolvimento do câncer de próstata. A conclusão é de um estudo publicado no dia 10 de agosto, no periódico The Prostate.

De acordo com os pesquisadores, conforme o tamanho da próstata aumentava, o risco de câncer de próstata diminuía. Para cada aumento de um centímetro cúbico no volume da próstata, o risco de câncer caiu cerca de 3%.

Isso teria uma explicação biológica: se a glândula está muito aumentada, talvez o câncer tenha uma "desvantagem" para se desenvolver no mesmo local. Neste caso, a hiperplasia benigna da próstata "ganharia a competição" pelo fator de crescimento.

Mas mesmo com esse resultado promissor, é preciso muita cautela. São necessários mais estudos para embasar a pesquisa.

Quais foram os principais resultados
Para o estudo, a equipe coletou dados de 405 homens com hiperplasia benigna da próstata que fizeram ressonância magnética de tecido da próstata, entre janeiro de 2019 a janeiro de 2021, em Michigan, nos EUA.

O principal resultado é que os riscos de câncer diminuíram conforme a próstata aumentava. Além disso, a hiperplasia benigna da próstata reduziu também as chances de mais de um foco de câncer na glândula.

"Com base nessas descobertas, a hiperplasia benigna da próstata pode estar produzindo pressão mecânica em toda a glândula —o que inibe o crescimento do câncer e diminui as chances de câncer de próstata", disse Kiran Nandalur, um dos autores do estudo.

O achado também pode explicar por que a hiperplasia benigna faz com que o câncer seja mais difícil de ser encontrado por meio de uma biópsia, por exemplo. Até por isso o resultado do estudo não pode ser considerado conclusivo.

Por que este estudo é importante

Os resultados são interessantes porque mostram que uma pessoa com a próstata aumentada não vai, necessariamente, desenvolver o câncer na região. De acordo com os pesquisadores, o achado pode trazer um certo "alívio" para as pessoas.

Mas conforme dito anteriormente, é preciso ter cautela, pois mais estudos são necessários. Além disso, pessoas acima dos 40 anos devem realizar o exame de próstata anualmente para detecção precoce do câncer.

Fonte: Uol 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive