Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Atleta que derrotou o câncer 5 vezes dá conselhos inspiradores para lidar com coronavírus

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 26/03/2020 - Data de atualização: 26/03/2020


Durante a epidemia de coronavírus e a quarentena, talvez a gente se sinta um pouquinho triste e desmotivado. As notícias não parecem boas e o mundo em pânico não nos anima, e as vezes a gente precisa de um incentivo a mais para conseguir ultrapassar esses momentos sombrios que nos circundam.

O atleta João Carlos Costa, conhecido como João Saci, tem alguns conselhos para nos dar. Ele derrotou 5 vezes o câncer; a primeira quando ainda tinha 17 anos – motivo pelo qual ele perdeu uma perna. Campeão de natação e hoje competidor de Crossfit, Saci tem uma linda história de superação e deu algumas dicas para ultrapassar esses tempos sombrios.

João Saci começou sua carreira como atleta nas piscinas e depois passou para o Crossfit

“Situações de doença e epidemias como essas nos fazem perceber que o que estamos passando agora pode se tornar pequeno diante do sofrimento de outras pessoas e situações. Mesmo quando não estamos motivados, quando estamos a ponto de desistir, a força para vencer qualquer situação pode ser encontrada nos exemplos, no fato de olharmos para o lado e vermos exemplos de pessoas como nós que tiraram força da fraqueza e foram além dos próprios limites”, afirma.

Num intervalo de 15 anos, Saci batalhou cinco vezes contra o câncer. Depois de perder uma perna, ele também perdeu parte de um pulmão. Hoje, ele enxerga que é necessário ter calma e motivação para passar esse período. O atleta paraolímpico recomendou que coloquemos foco na mente e se utilize esse tempo para tocar novos projetos e ter foco em novos propósitos.

“Na época que tive câncer eu evitava ficar pensando nisso o tempo inteiro, evitava pesquisar a respeito da doença, senão ia ficar paranóico com todas as possibilidades do que poderia acontecer, já que as minhas chances de sobrevivência eram realmente mínimas. Fazia coisas para me distrair, como ler livros, jogar vídeo game, ver filmes. E hoje temos uma infinidade de outras opções no nosso celular. Colocar o foco da mente para longe do problema é importante para encontrar forças, seja para vencer o coronavírus, para vencer o câncer ou para vencer qualquer grande problema”, relata.

João, que escreveu o livro ‘Nascido para Vencer – Uma vida de Superações’, acredita que a crise pode nos levar a entender nosso propósito e recomenda a quarentena. Para Saci, é importante se preocupar com o outro e lembrar que, em breve, isso irá passar.

“É belo saber que você está fazendo isso pensando no bem do outro. Melhor afastar neste momento, porque senão o encontro pode não acontecer. Nos momentos de maiores angústias lembre-se do seu propósito que você suportará as dores do momento”, conclui Saci.

Fonte: Hypeness

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive