Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Aprovado plano de trabalho sobre uso medicinal da Cannabis

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/10/2019 - Data de atualização: 16/10/2019


O que houve?

A Comissão Especial que analisa o Projeto de Lei n°399/15 sobre medicamentos formulados com Cannabis Sativa aprovou nesta terça-feira (15) o plano de trabalho do relator da proposta, deputado Luciano Ducci (PSB-PR). Ele pretende sugerir uma regulamentação desses medicamentos mais ampla do que a prevista no projeto original. “Não apenas liberar a comercialização, mas propor regras para o cultivo; a pesquisa; a produção e a comercialização”, informou.

Em seu plano de trabalho, o deputado propõe audiências públicas com órgãos reguladores do setor, pesquisadores, médicos, associações, pacientes e familiares; além de seminários nos estados e visitas técnicas a instituições e associações de pacientes. O deputado também destacou a importância de visitar países que já possuem sua própria regulamentação sobre o assunto, como Israel, Uruguai e Estados Unidos. “Queremos produzir um relatório técnico, alinhado com as experiências internacionais”, disse.

A comissão aprovou 22 requerimentos de audiências públicas. Entre os convidados para debater o assunto estão representantes da Associação Brasileira de Psiquiatria; do Conselho Federal de Medicina; da Sociedade Brasileira de Estudos da Cannabis; e da Federação e da Confederação Nacional das Comunidades Terapêuticas.

Também serão chamados para discutir o tema, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos - Damares Alves; o ministro da Cidadania - Osmar Terra; e o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - William Dib.

Os secretários nacionais da Família -  Ângela Gandra; de Assistência Social - Mariana Neres; e de Cuidados e Prevenção às Drogas - Quirino Cordeiro, também estão listados nos requerimentos, bem como representantes da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas; da Ordem dos Advogados do Brasil; e da Fiocruz, além de especialistas, como o médico Drauzio Varella.

E agora?

As datas das audiências públicas serão definidas posteriormente.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive