Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Apresentado parecer em projeto de lei de iniciativa do Oncoguia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/03/2019 - Data de atualização: 27/03/2019


O que houve?

O senador Otto Alencar (PSD-BA) apresentou parecer favorável ao Projeto de Lei do Senado n° 363/18, que altera a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, para incluir o tratamento do tabagismo, inclusive o medicamentoso, entre as coberturas obrigatórias dos planos de saúde. De autoria da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, o projeto é oriundo de sugestão apresentada pelo Instituto Oncoguia.

Em parecer apresentado, o relator da proposta explica que o tabagismo é reconhecido como uma doença crônica causada pela dependência à nicotina, substância presente em todos os produtos à base de tabaco. Destaca que o consumo do cigarro é responsável por até 90% de todos os cânceres de pulmão, além de outros: bexiga, pâncreas, fígado, colo de útero, esôfago, rins, laringe, boca, faringe, estômago e a leucemia mieloide aguda”.

“Os males do hábito de fumar são bem conhecidos pela população, principalmente por causa das políticas educativas que visam a alertar sobre eles. No entanto, além da prevenção, é necessário ampliar a oferta de tratamento aos fumantes”, enfatiza o senador.
 
Destaca ainda, que o apoio medicamentoso é um recurso valioso, pois contribui para melhorar a qualidade de vida do paciente e possibilita maior aderência ao tratamento”. “Por esse motivo, é fundamental garantir suporte terapêutico adequado a todas as pessoas que desejam largar o cigarro”, acrescenta.
 
Para o senador, isso deve ser feito, também, no âmbito dos planos de saúde. “É necessário unir esforços. Como bem afirma a justificação do projeto, investimentos voltados para o controle do tabagismo redundam em gastos muito menores que o tratamento das doenças que dele advêm, como o câncer e as afecções cardiovasculares. Por isso, a cobertura dos planos de saúde aos tratamentos e medicamentos empregados na terapia da doença contribuirá para a futura economia de recursos”, argumenta.

E agora?

O parecer do senador Otto Alencar (PSD-BA), será analisado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Após aprovação na CAS, a matéria seguirá para análise do Plenário do Senado Federal.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive