Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

ANS obriga planos de saúde a cobrir remédios contra efeitos colaterais

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 31/07/2014 - Data de atualização: 31/07/2014


DE BRASÍLIA - Remédios contra efeitos colaterais do tratamento domiciliar contra o câncer passam a ser de cobertura obrigatória por planos de saúde, segundo determinação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e de uma lei federal que entraram em vigor ontem. 

A resolução da ANS cobre oito tipos de controle de efeitos adversos, como diarreia e náusea. Esse tipo de medicamento era de cobertura obrigatória apenas quando o tratamento era feito em hospitais. 

A norma, que tem validade imediata, complementa regra anterior que obriga os planos de saúde a oferecer, desde janeiro deste ano, o tratamento com drogas orais em 37 casos de terapias contra o câncer. 

A lei federal, que também entrou em vigor ontem, reforça a obrigação do fornecimento das drogas para controle de efeitos colaterais. 

A ANS estima que 10 mil pessoas já façam uso das drogas orais contra o câncer recebidas dos planos de saúde. 

Rafael Kaliks, diretor científico do Instituto Oncoguia, ONG que apoia pessoas com câncer, comemora a ampliação feita pela ANS. "Não adianta aprovar a medicação [oral contra o câncer] se, para lidar com efeitos colaterais do tratamento, a pessoa tiver que gastar uma fortuna", afirma.

Matéria publicada na Folha de São Paulo em 13/05/2014


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive