Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

ANS define Rol e inclui classe terapêutica solicitada pelo Oncoguia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 26/02/2021 - Data de atualização: 26/02/2021


O que houve?

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por meio de sua Diretoria Colegiada (DICOL),  aprovou nesta quarta-feira (24/02) a Resolução Normativa que atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde.

Foram discutidos e deliberados, na oportunidade, e assim definidos, os novos exames e tratamentos que passam a fazer parte da lista obrigatória dos planos de saúde. A partir dessa atualização, 69 coberturas estão sendo acrescentadas ao Rol dos planos de saúde, sendo 50 relativas a medicamentos e 19 referentes a procedimentos como exames, terapias e cirurgias. 

Na lista de medicamentos, estão 19 antineoplásicos orais que contemplam 28 indicações de tratamento para diversos tipos de câncer; 17 imunobiológicos com 21 indicações para tratamento de doenças inflamatórias, crônicas e autoimunes, como psoríase, asma e esclerose múltipla; e 1 medicamento para tratamento de doença que leva a deformidades ósseas. Na lista dos procedimentos estão exames, terapias e cirurgias para diagnóstico e tratamento de enfermidades do coração, intestino, coluna, pulmão, mama, entre outras. 

O Instituto Oncoguia enviou, anteriormente à reunião, ao diretor presidente da ANS, Sr. Rogério Scarabel, um ofício delineando algumas sugestões e preocupações em relação à lista preliminarmente divulgada. 

No referido ofício levantamos a importância da ANS publicar documento oficial delineando claramente os critérios utilizados na tomada de decisão pela incorporação ou não de uma tecnologia, e também defendemos a inclusão de mais de uma droga de uma mesma classe terapêutica,  possibilitando ao médico a escolha daquela que mais se adequa ao perfil do paciente, além de possibilitar também uma maior negociação do preço final do produto com as indústrias farmacêuticas.

Cumpre-nos, neste momento, parabenizar a ANS pela sua apresentação dos aspectos econômicos/financeiros adotados na avaliação, mostrando sua preocupação crescente com a máxima transparência e sua busca por efetivar o acesso dos pacientes às tecnologias avaliadas, atentando-se à sustentabilidade e saúde financeira do setor. 

Ressaltamos, igualmente, o avanço proporcionado pela inclusão nesta lista final, dos medicamentos abemaciclibe e palbociclibe, onde os profissionais de saúde, que utilizam-se da classe terapêutica formada pelos medicamentos citados juntamente ao ribociclibe, terão, à sua disposição, opções para traçarem as melhores condutas de tratamento para seus pacientes, fomentando, como delineado no pedido do Oncoguia e corroborado pela própria ANS na oportunidade da discussão, a concorrência.

Confira abaixo a lista de procedimentos oncológicos e antineoplásicos orais incluídos ao Rol:

Procedimentos:

Fonte da imagem: ANS

Importante ressaltar que preliminarmente a ANS informou em Nota Técnica a alteração do item 54.4 da DUT (Diretriz de Utilização) relacionado à terapia para dor em razão do uso de antineoplásicos. 

A novidade é que, ao que tudo indica, a cobertura de analgésicos, opiáceos e derivados passa a ser obrigatória, de acordo com prescrição médica, não somente para pacientes oncológicos com dor relacionada à utilização de antineoplásicos mas, também, com a dor relacionada à patologia.

Festejamos esta conquista, uma vez que esta discussão é prioritária para o Oncoguia desde o início dos trabalhos de revisão do rol, sendo um importante passo dado pela Agência para proporcionar mais qualidade de vida aos pacientes oncológicos.

E Agora?

Conforme informações da ANS, a Resolução Normativa que estabelece a nova lista de procedimentos entrará em vigor no dia 1° de abril de 2021.

Destacamos que apesar dos avanços importantes trazidos ao rol desta edição, várias terapias essenciais ao tratamento oncológico não foram incorporadas, como é o caso do medicamento Olaparibe para Câncer de Ovário. Ressaltamos que as tecnologias solicitadas pelas Sociedades Médicas de Especialidades devem ser parâmetros utilizados pela Saúde Suplementar para a atualização do rol, para que avanços ainda mais efetivos possam acontecer na próxima edição.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive