Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

A quem recorrer quando o hospital diz que não tem vaga?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 18/12/2020 - Data de atualização: 18/12/2020


Há 10 anos, Ana Paula Zareba, do Rio de Janeiro, faz uso do Tamoxifeno, após o diagnóstico de um câncer de mama, em 2009. Em tratamento pelo INCA 3, a paciente passava por consultas de acompanhamento a cada seis meses, mas desde 2019 estava com dificuldade de conseguir novos agendamentos.

"A última consulta foi em novembro de 2018. Estava tentando marcar a próxima desde julho de 2019 e só me respondiam que não tinha vaga. Depois, esse ano, com a pandemia, a situação piorou e aí que não tinha vaga mesmo", conta. Além de tentar marcar a consulta por telefone, nas ocasiões em que foi até o INCA para retirar o medicamento, aproveitava a oportunidade para fazer novas tentativas, mas sem sucesso.

Ana Paula conheceu a gente pelas redes sociais e resolveu mandar uma mensagem em nosso Facebook para relatar o que estava passando. Nossa equipe pediu que ela entrasse em contato pelo canal Ligue Câncer pelo telefone 0800 773 1666. Ao ligar, no final de outubro, nossa especialista de atendimento, Monice, orientou que ela entrasse em contato com a ouvidoria do INCA explicando o ocorrido e questionando sobre o agendamento. 

Duas semanas depois, Ana Paula retornou para nos contar que seguiu nossa orientação e que menos de uma semana depois de ter entrado em contato com a ouvidoria do hospital, recebeu um e-mail com sua consulta agendada para 23 de novembro. 

"Eu mantive minha rotina passando pela ginecologista e mastologista fora do hospital, porque ficar dois anos sem ir ao médico é um absurdo, mas eu estava com medo de perder a minha vaga no INCA. Ainda bem que conversei com vocês. Só assim consegui saber o que fazer e deu certo."

Na consulta com o oncologista, Ana Paula recebeu alta do medicamento e não precisará mais do Tamoxifeno. Ela agora seguirá apenas em acompanhamento semestral com mastologista. 

Como a Mara descobriu o câncer de mama? 

Em 2009, Ana Paula decidiu que iria colocar silicone e, conforme indicado, passou por exames de rotina antes da cirurgia, uma mamografia e ultrassonografia. "Eu fiquei feliz quando o médico disse que na mamografia não tinha dado nada, mas o ultrassom mostrou que eu estava com um tumor maligno e eu fiquei desesperada. Em vez de por silicone, fui fazer a cirurgia do câncer para aproveitar que o tumor ainda estava no início", conta. 

E você, já conhece nossos canais? Se está em busca de informação de qualidade, orientação ou acolhimento, confira:
Ligue Câncer - 0800 773 1666 - ligações gratuitas e atendimento de segunda a sexta, das 10h às 17h
Fale conosco - http://www.oncoguia.org.br/fale-conosco/ 
Instagram @oncoguia 
Facebook @oncoguia 
Twitter @oncoguia
Youtube - TV Oncoguia
Linkedin - Instituto Oncoguia
 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive