Espaço do

Familiar


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

[CÂNCER COLORRETAL] Kelly Cristina

Compartilhando Experiência



Essa entrevista foi preenchida em 18/04/2015

  • Instituto Oncoguia - Você poderia se apresentar? Kelly - Meu nome é Kelly Cristina Bastos de Souza Leal.
  • Instituto Oncoguia - Quem em sua família tem/teve câncer? Kelly - Meu marido. Neoplasia maligna de cólon IV metastático para o fígado e pulmão.
  • Instituto Oncoguia - Sabemos que o diagnóstico de um câncer também tem um impacto grande na família, como você lidou com esse momento? Kelly - No início me deu um medo muito grande, meu conforto veio através do meu marido mesmo que não se sentia doente e nos motivou a enfrentar tudo sem questionar.
  • Instituto Oncoguia - Quais foram os principais desafios enfrentados? Kelly - Com transporte que mesmo tendo o vale social só dá direito a 10 passagens que não dá pra nada e temos que pegar 2 ônibus para chegar ao INCA. Com a perícia do meu trabalho que sempre questiona a necessidade do meu afastamento do trabalho. O próprio tratamento que o deixou debilitado e agora se sentindo doente e desanimado e algumas intervenções cirúrgicas o debilitaram ainda mais. Teve a necessidade de colocar um cateter biliar, foi feita uma colostomia de emergência que deu prolapso, atrapalhando muito a nossa rotina principalmente na hora dos curativos, banho e de troca de bolsa de colostomia.
  • Instituto Oncoguia - De que forma você ajudou seu familiar? Kelly - Eu o apoio muito, ajudo em toda sua rotina e tento ao máximo estimular sua recuperação.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou se informar sobre a doença? Isso lhe ajudou? Kelly - Sim. Procuro estar sempre atualizada e pesquiso muito tentando melhorar sua qualidade de vida.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou apoio psicológico? Se sim, de que forma isso lhe ajudou? Kelly - Sim, sempre fomos muito ligados, sempre fizemos tudo juntos, hoje somos ainda mais unidos, o que não acho bom é que o sinto mais dependente.
  • Instituto Oncoguia - Após a descoberta do câncer no seu familiar, você ficou mais atento com a sua própria saúde? De que forma você se cuida? Kelly - Não, hoje a prioridade da minha vida é ele, sempre que marco um médico ele tem uma febre ou passa mal e acabo faltando na minha consulta, a prioridade hoje é a recuperação dele, os afazeres da casa, os filhos, não tenho tido tempo ou até mesmo disposição para o que sinto, nem mesmo pra chorar ou desabafar.
  • Instituto Oncoguia - Que conselho ou dica você daria para um familiar que esta enfrentando o câncer em casa? Kelly - A união e apoio é prioridade, falar sempre a verdade sobre o que está realmente acontecendo é muito importante.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Instituto Oncoguia? Kelly - Através de pesquisa na internet.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Kelly - Gostaria de saber mais sobre o prolapso, tenho muita dificuldade na hora de trocar a bolsa de colostomia, nós usamos a bolsa da coloplast 1437B, Alginato e Adapt, mesmo assim a pele fica ferida em volta da colostomia por causa do peso. Ele faz quimioterapia e vomita muito o que aumenta o prolapso.Tem tido infecção de urina repetitiva, os médicos não entendem o motivo. Gostaria de agradecer a atenção de vocês, muito obrigada por tudo, um grande abraço.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive