Espaço do

Familiar


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

[CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO] Crislaine Fernandes Purgato

Compartilhando Experiência



Essa entrevista foi preenchida em 16/01/2017

  • Instituto Oncoguia - Você poderia se apresentar? Crislaine - Sou filha de um paciente de Glioblastoma Grau IV. Sou secretária, estudante de engenharia, voluntária de projeto socioambiental, membro de diretoria de ONG, ativa na faculdade na comissão de estudantes, proativa, curiosa, leitora de tudo sobre o câncer, ativa, tia de três sobrinhos lindos e que está fazendo de tudo pelo meu pai.
  • Instituto Oncoguia - Quem em sua família tem/teve câncer? Crislaine - Meu Pai de 52 anos tem Glioblastoma Grau IV
  • Instituto Oncoguia - Sabemos que o diagnóstico de um câncer também tem um impacto grande na família, como você lidou com esse momento? Crislaine - No momento que o médico falou sobre a "massa" no cérebro, eu estava sozinha com meu pai. Eu já estava pesquisando sobre tumor cerebral por causa dos sintomas que meu pai apresentada. Na hora que o médico apresentou os exames, eu queria sair correndo. Mas me mantive ali, do lado do meu pai, fortes. Após essa madrugada, chorei por 2 dias seguidos. Após esses 2 dias, faço de tudo por ele. Estamos fortes, passo força para meu pai e minha mãe. Sorrindo e buscando sempre positividade nos acontecimentos da vida.
  • Instituto Oncoguia - Quais foram os principais desafios enfrentados? Crislaine - Ainda estamos no início do que há de vim. Meu pai passou por uma intervenção cirúrgica onde estávamos aguardando o resultado da biopsia quando o tumor evoluiu. Hoje ele está internado aguardando a segunda cirurgia. Pegamos a biopsia e estamos correndo atrás do agendamento da oncologia/radioterapia pelo SER.
  • Instituto Oncoguia - De que forma você ajudou seu familiar? Crislaine - Faço tudo por ele. Assumi os compromissos de casa, as contas à pagar, indo atrás para resolver as burocracias com perícia, declaração da empresa, problemas do carro, agendamento do SER, mudança da alimentação dele, eliminando açúcar e trigo, fazendo comida para aumentar imunidade, indo atrás de manipulação de suplementes alimentares, caminhando com o paciente, exercitando a mente, a respiração, apoiando, dando carinho e trocar a vida pessoal em prol ao meu pai.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou se informar sobre a doença? Isso lhe ajudou? Crislaine - Sim! E ajudou muito. Quando a biopsia saiu com a conclusão de Glioblastoma, eu já sabia praticamente de tudo sobre a doença. Pude ter informações sobre alimentos anti-inflamatórios e para aumentar a imunidade.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou apoio psicológico? Se sim, de que forma isso lhe ajudou? Crislaine - Não busquei.
  • Instituto Oncoguia - Após a descoberta do câncer no seu familiar, você ficou mais atento com a sua própria saúde? De que forma você se cuida? Crislaine - Sim. Troquei toda alimentação da minha casa para forma saudável e nutritiva.
  • Instituto Oncoguia - Que conselho ou dica você daria para um familiar que esta enfrentando o câncer em casa? Crislaine - Fé, força e positividade.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Instituto Oncoguia? Crislaine - Pesquisa na Internet. O Oncoguia é o portal com mais informações sobre câncer que achei na internet.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive