Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer Colorretal] Simone Freire Gollis Cardoso

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 20/02/2018

Simone Freire Gollis Cardoso
  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Simone - Meu nome é Simone, tenho 30 anos, sou casada e tenho uma filha de 8 anos.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Simone - Descobri há 5 meses, após realizar uma retossigmoidoscopia.
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Simone - Tive sangramento por alguns meses, dores abdominais e mudança no ritmo intestinal.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Simone - Foi um choque saber que estava com câncer, chorei muito e tive muito medo, não conseguia dormir e nem comer direito.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Simone - Eu pensava muito na minha filha e no meu marido, que na época ainda era meu noivo... como seria para eles enfrentarem tudo isso comigo, tinha medo de deixá-los.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Simone - Já comecei o tratamento, fiz uma cirurgia para retirada do tumor em Outubro de 2017 e, em Novembro, iniciei a quimioterapia. Já fiz 7 sessões.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Simone - Acredito que a parte mais difícil do tratamento é aceitar a doença e se manter firme diante das sessões de quimioterapia, manter uma alimentação balanceada para não enfraquecer.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Simone - As vezes tenho enjoos e não consigo tomar nada gelado. Na semana de quimio, procuro comer bastante frutas e verduras, sucos naturais sem gelo e, para os enjoos, tomo a medicação prescrita pelo meu oncologista. Se manter otimista ajuda muito a enfrentar as sessões e os efeitos. É só uma fase!
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Simone - O meu oncologista é muito bom e se mantém bem próximo, sempre conversa e brinca bastante, isso ajuda muito.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Simone - Me relaciono com a equipe de enfermagem da quimioterapia que são muito atenciosos e próximos dos pacientes.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Simone - Sim, faço acompanhamento psicológico a cada 15 dias e isso tem sido muito importante para o meu tratamento, a cada dia me sinto mais forte e determinada a lutar e penso muito na minha cura.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Simone - Hoje me sinto outra pessoa, muito mais forte! Entendi que a vida é um presente e temos que aproveitar cada instante. O câncer está me ensinando a valorizar cada segundo da minha vida, sou grata por acordar a cada dia e pelas pessoas incríveis que estão presentes no meu caminho!
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Simone - Estou afastada do trabalho desde que descobri a doença.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Simone - Tenho planos de fazer trabalho voluntário futuramente para ajudar outras pessoas que passam pela mesma situação.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Simone - Que não desanime, pense sempre na cura, lute com toda força! O câncer não é uma sentença de morte, podemos vencer!
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Simone - Através do Facebook.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive