Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer de Mama] Sandra Sampaio

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 06/04/2017

Sandra Sampaio
  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Sandra - Tenho 34 anos, sou formada em tecnologia em radiologia, casada, mãe de uma princesa de 10 anos. Sou de São Paulo- SP
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Sandra - No final de 2014 senti fisgadas na mama esquerda, passei no PS da ginecologia e a médica fez exames de toque, mas não sentiu nada. Passei com o meu Gineco em janeiro/2015 também não notou nada no exame físico e não pediu nenhum exame de ultrassom ou mamografia. Em março comecinho de Abril/2015 tomando banho com a minha princesa, ela percebeu que o bico da minha mama esquerda estava "pra dentro" e me avisou eu coloquei a mão e senti um "caroço".
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Sandra - Sim. Retração de mamilo e nódulo.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Sandra - Fiz mamografia que deu inconclusivo e então a masto pediu o ultrassom com o core biopsia, o resultado veio carcinoma ductal invasivo.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Sandra - Senti vontade de me jogar na frente do primeiro ônibus que tivesse passando. Eu trabalho no hospital onde fiz o meu tratamento e diagnóstico. Peguei o resultado da biopsia junto com minhas colegas de trabalho no horário de serviço. Foi punk!
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Sandra - Morrer e deixar minha filha.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Sandra - Terminei as quimios em janeiro/2016 a radio em abril/16. Agora estou tomando tamoxifeno e senti muitos enjoos com a quimio vermelha, a radio também me deixava exausta, a pele queimou um pouco no final.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Sandra - O mais difícil acho quefoi a quimioterapia, devido os efeitos colaterais eu perdi todos os pelos e cabelo, minhas unhas ficaram pretas e as dos pés caíram.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Sandra - Senti enjoos, dores e formigamentos nos membros, procurava me alimentar bem com coisas saudáveis mesmo tendo enjoos e bebia muita água.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Sandra - Acho esses médicos muito frios, a minha onco, ao invés de me tranquilizar, as vezes ela me deixa mais encucada, pois nunca sabe responder minhas dúvidas.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Sandra - Psicólogo e nutricionista ao longo do tratamento, a gente acaba necessitando.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Sandra - Sim, a terapia é primordial nessa fase devido o medo que temos.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Sandra - Tenho medo a cada exame que vou fazer é uma tortura, na hora de pegar os resultados, procuro viver o mais leve possível. Cuido mais de mim e passei a dar mais valor a vida e a família.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Sandra - Parei no período da quimio, fiquei pelo INSS voltei a trabalhar agora no começo de fevereiro/ 17.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Sandra - Sim, afastamento pelo INSS. O restante é tudo muito burocrático, só funciona na teoria.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Sandra - Viver e viver sem stress.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Sandra - Ter fé é essencial. Acreditar no poder da cura e em Deus e quem pode nos ajudar nesse momento somos nós mesmos!!! A cabeça da gente os pensamentos influência muito..
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Sandra - Buscando informações na Internet.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Sandra - O trabalho de vocês é espetacular, busquei muita informação com vocês acho que hoje precisaríamos que nosso governo desse mais atenção para as pessoas, eles deixam envenenar nossos alimentos e estão acabando com a saúde do povo. Câncer da dinheiro?
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Sandra - Acho que os agrotóxicos e hormônios tinham que ser proibidos nos alimentos e o SUS deveria trabalhar com prevenção ao invés de tratar a doença.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive