Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer de Mama] Natália Munhoz

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 04/04/2017

  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Natália - Meu nome é Natália, tenho 28 anos, sou casada, mãe de uma linda menina de 3 anos e moro em Araçatuba, interior de são Paulo.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Natália - Em uma divertida brincadeira com minha filha, ela caiu com o cotovelo sobre minha mama esquerda e senti dor no momento, porém pensei ser apenas dá pancada mesmo. Alguns dias se passaram e continuei sentindo o incomodo e também notei um nódulo, fui fazer uma mamografia (apenas por desencargo de consciência) que não apresentou absolutamente nada, insisti e fiz a ultra que apresentou um nódulo medindo 1,7 cm de aspecto benigno, porém, foi solicitado a punção (mais uma x por desencargo de consciência) e então no dia 05/12/16 tive a conclusão (carcinoma ductal invasivo) inicial.
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Natália - Sentia uma coceira na mama + leve, sensação de como se fosse vazar o leite (comparei com a mesma sensação que sentia quando amamentava e vazava) dor na mama na região onde se encontrava o nódulo e incomodo na axila, ou próximo a ela.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Natália - Demora em marcar a punção, foram 6 meses de espera.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Natália - Senti o chão sumir, obtive como uma sentença de morte, só pensava na minha filha.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Natália - Hj estou bem quanto a tudo me preocupo apenas porque vejo muitas pessoas enfrentando uma recidiva.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Natália - Até o momento realizei apenas a cirurgia, foi feito quadrante por irei refazer pois ficou um pequeno foco e médico e eu achamos melhor tirar tudo, foi feito tbm esvaziamento axilar essa é a parte mais delicada.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Natália - O esvaziamento axilar, pelas dores e limitações.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Natália - A vontade de vencer e ver minha filha crescer supera qualquer outro efeito.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Natália - Cumplicidade.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Natália - Aguardando a nova cirurgia, ainda em recuperação, pois tem apenas 28 dias.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Natália - Estou afastada pós cirurgia.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Natália - Após minha liberação vou dar continuidade a um trabalho que já iniciei hoje, ajudar as pessoas com esse diagnóstico (normal) porém ainda visto com tanto pavor!
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Natália - Acima de tudo fé! Saiba q Deus estará sempre contigo por onde andares, busque forças, vc tem acredite em mim! Isso hj não é uma sentença de morte (graças a Deus) a medicina está avançando muito! A vida é frágil para todos, não somente para nós é fomos diagnosticados com câncer, se fizermos uma análise quantas pessoas se foram desde q eu descobri que estava com a doença? E quantas delas tinham câncer? Podemos partir a qlqr momento, isso a Deus pertence, mas o câncer me deu a oportunidade de lutar pela vida! Me fez enxergar o quanto damos valor demais a coisas pequenas e esquecemos o q realmente importa! Viver ao lado de quem amamos! Hj sim sou a pessoa q merece essa vida! Hj sei valorizar cada minuto! Hj eu mereço viver graças ao "câncer" q me mostrou o quanto egoísta podemos ser sem perceber! Hj não disperso meu valioso tempo brigando ou odiando alguém, usou meu tempo pra ser feliz! É só o q me importa! Eu tive câncer porém ele nunca vai me ter! Obrigado pela oportunidade!
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Natália - Pesquisas em Google.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Natália - Burocracia e demora! A doença não espera.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive