Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer de Colo do Útero] Caroline Tomaz da Silva

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 27/05/2020

  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Caroline - Sou Caroline tenho 23 anos, atualmente estou desempregada, não tenho filhos e não sou casada namoro atualmente.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Caroline - Em um exame de rotina
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Caroline - Sangramento fora de época e corrimento.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Caroline - Graças a Deus nenhuma. Tive um bom atendimento no hospital A.C Camargo.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Caroline - No começo fiquei bem triste sabe, mas depois segui em frente. São coisas que acontecem, não podemos nos abalar por qualquer coisa.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Caroline - Como minha família iria lidar com a situação. Somos muito unidos e não queria que eles ficassem tristes.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Caroline - Já sim. Fiz uma traquelectomia radical com linfanedectomia pélvica. Ainda não sei se vou precisar de quimio e rádio. É doloroso, ainda estou me recuperando da cirurgia. Minha primeira tentativa de cirurgia não deu certo e tive um choque anafilático bem grave, mas a segunda tentativa foi bem tranquila e consegui fazer a cirurgia. Estou me recuperando muito bem até agora.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Caroline - Acho que o medo. Nossos medos fazem todo o tratamento que já e ruim ficar pior. Eu fico pensando toda noite antes de dormir no resultado histológico da minha cirurgia e se vou precisar de quimio/rádi. Eu sou forte, sabe... o medo me deixa meio nervosa e isso só piora minha situação, mas eu vou superar.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Caroline - Algumas dores. Foco e determinação tem me ajudado a passar por essas dores sem maiores problemas
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Caroline - Primeiro foi um choque, depois veio a realidade. Eu tenho uma vida inteira pela frente e não posso desistir. Meus dias não mudaram muito e continuei tendo uma vida normal com o diagnóstico, o que me ajudou a superar tudo isso.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Caroline - Não. Por enquanto não achei necessário. Se tudo der certo e eu não precisar de rádio e quimio, no futuro procurarei um profissional pra tratar da minha fertilidade.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Caroline - Bem tranquila digamos assim... Eu tenho apoio familiar, o que tem me ajudado muito nesse momento.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Caroline - Eu estava desempregada. Por causa do câncer não pude procurar emprego e voltar a estudar, mas voltarei em breve.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Caroline - Estudar, tirar carteira de motorista, trabalhar e casar.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Caroline - Não é o fim do mundo. Eu sei, é difícil e doloroso mas vai passar. Tenha fé e seja como um girassol: de costas para o escuro e de frente para a luz.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Caroline - Através do Google mesmo
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Caroline - Não, vocês são ótimos
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Caroline - Bom, eu tive um bom atendimento até o momento pelo sistema único de saúde, mas acredito que um maior acesso seria interessante. Para que todas as pessoas possam ter um bom tratamento como eu estou tendo até agora.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive