Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio

[Câncer de Mama] Adriana

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 12/02/2019

  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Adriana - Tenho 48 anos, sou casada, tenho 3 filhos, moro no Mato Grosso do Sul.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Adriana - Descobri que estava com câncer pelo ultrassom de mama.
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Adriana - Não tinha nenhum sinal de câncer, nem mesmo nódulo palpável.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Adriana - Não tive dificuldades, na 1ª biópsia já veio que era câncer.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Adriana - Quando recebi o diagnóstico não queria acreditar, tinha esperança que estivesse errado. Quando a ficha caiu pensei muito nos meus filhos, e senti que naquele momento eu não poderia morrer. Daí pedi muito para Deus a cura.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Adriana - Pensei nos meus filhos e tive muito medo de metástase.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Adriana - Fiz mastectomia com reconstrução imediata, não precisei fazer quimioterapia nem radioterapia e atualmente tomo Tamoxifeno. Agradeço a Deus por abrir o meu caminho para a cura.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Adriana - Acredito que seja a quimioterapia, pelos efeitos colaterais. Mas também o tratamento da mágoa e do medo de sofrer e morrer.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Adriana - Faz pouco tempo que iniciei o Tamoxifeno (1 semana), então não tive efeitos colaterais. Pedi muito pra Deus e sempre que tomo o comprimido, peço a Deus que abençoe e através dele me mantenha saudável.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Adriana - Meu oncologista foi claro, humano e profissional. Foi excelente. 
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Adriana - Sim, mastologista e plástico. Todos foram maravilhosos.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Adriana - Sim, faço terapia com psicólogo. Me sinto mais forte para lutar pela vida e agradecer por tudo que está dando certo.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Adriana - Por enquanto ainda não estou trabalhando pela mastectomia, mas me sinto muito bem. As vezes fico triste em lembrar do que aconteceu, mas me alegro por estar curada. Quero que todas as mulheres com câncer tenham força de lutar pela vida, pois sei que não deve ser muito fácil.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Adriana - Ainda não trabalho, mas vou continuar no mesmo ritmo.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Adriana - Sou autônoma, então acho que não tenho muitos direitos. Mas vou voltar a trabalhar, pois estou muito bem.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Adriana - Amar e demonstrar amor pela minha família, lutar pela saúde e viver de uma forma mais feliz possível.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Adriana - Encare como se fosse atravessar uma ponte sozinha numa tempestade muito forte. As vezes o vento forte e a chuva te derruba, mas você tem que levantar e continuar caminhando, senão não conseguirá chegar ao final da ponte. Depois que atravessar olhará para traz e descobrirá o quanto somos forte. Deus está sempre junto, é só chamar por Ele.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Adriana - Internet.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Adriana - Que todos os dias passassem mensagens de otimismo à todos os paciente, pois a solidão é muito grande. Por mais que tenham amigos e familiares, a dor é só nossa.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Adriana - Somos todos filhos do mesmo Pai, não deve haver diferença no acesso aos tratamentos.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive